sexta-feira, 8 de abril de 2011

lição 2 os caminhos de Deus

                                                                        Os caminhos de Deus
                                                                                                                                           Enfoque Bíblico
                                                                                                                                                          “Natanael perguntou:
                                                                                                                                                                         - E será que pode sair alguma
                                                                                                                                                     Coisa boa de Nazaré?...”
                                            Fique alerta
Conta-se que um missionário foi convidado para batizar cerca de 60 novos convertidos e organizar uma igreja local de certo povoado. Percebeu, enquanto pregava à presença de uma menino em um dos bancos, no fim do batismo o menino perguntou se podia ser batizado pois era o que ele mais queria. No entanto o Pastor falou para ele:
-você ainda e jovem demais não tem como assumir as responsabilidades próprias de um membro da igreja. Estude com os cristãos a respeito de Jesus e daqui alguns anos quando eu voltar, você vai estar mais experiente(maturo) e poderá ser  batizado.
O menino abaixou a sua cabeça e triste voltou para o seu lugar. Porém antes que a criança voltasse para o seu assento os novos convertidos se levantaram e todos começaram a falar ao mesmo tempo. O pastor pediu para a igreja um minuto de silêncio, foi quando um dos membros disse:
- Pastor, foi essa criança que nos ensinou o que sabemos  sobre Jesus  e da Bíblia.
O Pastor ficou admirado  chamou a criança para ser batizada.
Essa ilustração nos ensina que não à hora para Deus nos escolher para sermos chamados por Deus pois ele nos capacita:
“E estendeu o SENHOR a sua mão, e tocou-me na boca; e disse-me o SENHOR: Eis que ponho as minhas palavras na tua boca;”  Jeremias 1:9
Isso nos mostra que ELE é o único que nos capacita se ELE te chamou para obra o atenda faça a vontade de DEUS na sua vida, seja um diferencial na sua igreja,na sua casa, aonde você estiver. Não importa aonde você nasceu, qual e a sua raça o que importa e que Deus pode fazer muito na vida daquele que se dispõe no serviço do Senhor Jesus. Seja você um instrumento nas mãos do MESTRE.
Palavra viva
De acordo com o Novo Testamento, Nazaré era a terra natal de José e Maria, e o local da Anunciação, quando Maria foi informada pelo arcanjo Gabriel que teria Jesus como seu filho. Nazaré é também o local onde Jesus passou parte de sua vida, desde quando voltou do Egito em algum ponto de sua infância até os seus 30 anos. (Mateus 1:18-2:23)
No Evangelho segundo São João, 1:46, Natanael pergunta: "Pode algo de bom sair de Nazaré?" O sentido desta questão tem sido debatido. Alguns analistas sugerem que isto significaria apenas que Nazaré era muito pequena e pouco importante. Mas outros dizem que a questão não se refere ao tamanho de Nazaré, e sim à sua bondade. Na verdade, Nazaré era vista com hostilidade pelos evangelistas, pois os habitantes da cidade não acreditavam em Jesus e “ele não poderia fazer sua obra poderosa lá” (Marcos 6:5). Em todos os evangelhos pode-se ler o famoso dito, “Um profeta só não é respeitado em seu próprio país, entre sua própria gente, e em seu próprio lar” (Mateus 13:57; Marcos 6:4; Lucas 4:24; João 4:44) Em uma passagem os nazarenos até mesmo tentam matar Jesus jogando-o de um penhasco. “E, levantando-se, o expulsaram da cidade, e o levaram até ao cume do monte em que a cidade deles estava edificada, para dali o precipitarem.(Lucas 4:29). Muitos acadêmicos desde W. Wrede (em 1901)[28] notaram que o assim-chamado "segredo messiânico", através do qual a verdadeira natureza e missão de Jesus passariam despercebidos por tantos, incluindo seu estreito círculo de discípulos (Marcos 8:27-33; cf. apenas aqueles para quem o Pai revelar Jesus serão salvos, João 6:65, 17:6, 9, etc.). Nazaré, sendo o lar daqueles que estão mais próximos a Jesus e são mais queridos por ele, aparentemente sofriam negativamente com relação a esta doutrina. Assim, a questão de Natanael está consistente com a visão negativa de Nazaré nos evangelhos canônicos, e com o fato de que até mesmo os irmãos de Jesus não acreditavam nele (João 7:5).
A bíblia diz sobre a pequena cidade que nosso SALVADOR nasceu, Nazaré. Quantas das vezes vemos o nome Jesus substituído por Nazareno, uma cidade desprezada sem qualquer coisa boa que saísse de lá até então, podemos dizer que aquela simples Cidade foi a origem de CRISTO pois se nós lermos o evangélico de Mateus vamos ver que os pais (terrestres ) de Cristo pertenciam a cidade de Nazaré. Nessa lição vamos estudar mais um pouco sobre a origem de nosso Mestre .
 Criado em Nazaré
Nazaré, onde Jesus fora criado

Nazaré, cujo nome significa “Cidade do Ramo”, era uma cidade na Baixa Galiléia, onde Jesus passou a maior parte de sua vida terrestre, junto com seus meios-irmãos e meias-irmãs. (Luc. 2:51, 52; Mat. 13:54-56) Tanto José como Maria eram habitantes de Nazaré quando Gabriel anunciou o vindouro nascimento de Jesus. (Luc. 1:26, 27; 2:4, 39) Mais tarde, após o seu retorno do Egito, passaram a morar novamente em Nazaré. — Mat. 2:19-23; Luc. 2:39.

LOCALIZAÇÃO

A evidência favorece a identificação de Nazaré com o lugar na moderna En-Nasira, na Galiléia. Se este conceito for correto, Nazaré ficava nas montanhas baixas pouco ao norte do Vale de Jezreel, aproximadamente a meio caminho entre a ponta meridional do Mar da Galiléia e o litoral do Mediterrâneo. Ficava numa bacia nas montanhas, com os morros elevando-se de 122 a 152 metros acima dela. A região era bem povoada, com várias cidades e povoações perto de Nazaré. Calcula-se também que se podia andar de Nazaré a Ptolemaida, no litoral do Mediterrâneo, em sete horas, a Tiberíades, no Mar da Galiléia, em cinco horas, e a Jerusalém, em três dias.

Em certa ocasião, o povo de Nazaré tentou lançar Jesus da “beirada do monte em que se situava a sua cidade”. (Luc. 4:29) Isto não quer dizer que Nazaré ficava logo junto à borda ou beirada, mas que estava situada num morro com uma beirada escarpada da qual queriam lançar Jesus. Esta tem sido muitas vezes identificada com uma escarpa rochosa de uns 12 metros de altura ao sudoeste da cidade.

O DESTAQUE DE NAZARÉ

É difícil dizer com certeza que destaque Nazaré tinha no primeiro século. O conceito mais comum dos comentaristas é que Nazaré era mais uma aldeia retirada, insignificante. A principal declaração bíblica para apoiar este conceito é o que Natanael disse quando soube que Jesus vinha de lá: “Pode sair algo bom de Nazaré?” (João 1:46) Isto tem sido tomado como significando que Nazaré era menosprezada até mesmo pelo povo da Galiléia. (João 21:2) Além disso, alguns afirmam que Nazaré não se encontrava diretamente nas rotas comerciais daquela região. Não foi mencionada por Josefo, embora ele mencionasse a vizinha Jafia como a maior aldeia fortificada da Galiléia, dando a idéia de que Nazaré fora eclipsada pela sua vizinha.

Por outro lado, Natanael talvez só expressasse surpresa diante da afirmação de Filipe de que um homem da cidade vizinha de Nazaré, na Galiléia, fosse o prometido Messias, porque as Escrituras predisseram que ele viria de Belém, em Judá. (Miq. 5:2) Josefo não mencionou muitos dos povoados da Galiléia, de modo que não mencionar ele Nazaré talvez não tenha significado especial. É digno de nota que a Bíblia não chama Nazaré de aldeia, mas sempre de “cidade”. (Luc. 1:26; 2:4, 39) Além disso, a vizinha Séforis era uma importante cidade fortificada, com um tribunal distrital do Sinédrio. Os eruditos discordam sobre se uma rota principal de comércio passava por Séforis ou, mais abaixo, por Nazaré. Não obstante, sem consideração do tamanho ou do destaque de Nazaré, ela era convenientemente localizada para as importantes rotas comerciais e as cidades principais, de modo que seus habitantes devem ter tido pronto acesso às informações sobre as atividades sociais, religiosas e políticas daquele tempo.
 
A família de JESUS
Podemos, primeiramente, situar Maria, a mãe de Jesus, num âmbito relacional, pois ela é um ser de relações. Relaciona com Deus, com seu Filho e com a Igreja de seu Filho. Ao relacionar com Deus ela entra no âmbito da Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo; com Cristo a Cristologia e com a Igreja a Eclesiologia. Maria, portanto, está presente em todos os aspectos da vida Cristã.
O mistério de Maria de Nazaré, aquela mesma que nos atesta o Evangelho de São Lucas, vem sendo explorado ao longo dos séculos por teólogos, artistas, poetas, santos e gente do povo, dando origem a uma série, no mínimo, bastante variada da imagem de Maria. Tentaram aprensentá-la em dimensão sacral ou humana, submissa ou humilde e glorificada ou familiar.
Nesta dimensão familiar, entra a figura de Jesus Cristo que nasceu em uma família do seio de Maria, a qual leva-o à humanidade, na visita a Isabel e a humanidade à Jesus nas bodas de Caná.
O relacionamento de Jesus em sua Sagrada Família se dá com as palavras de Maria a seu Filho Jesus que os Evangelhos nos ensinam. Podemos, com efeito, perguntar: "o que Maria diz a Jesus e o que Jesus diz á sua mãe?" Maria apenas diz duas coisas a Jesus:
a) "Meu filho, por que agiste assim conosco?" Jesus responde: "por que me procuráveis? Não sabeis que devo estar na casa de meu Pai?"(Lc 2, 48-49). Aqui aparece uma queixa pessoal (ausência de Cristo. Jesus aos 12 anos).
b) nas Bodas de Caná em Jo 2,1s Maria diz: "Eles não têm mais vinho". Respondeu-lhe Jesus: "Mulher, que tem isso a ver comigo e contigo? Minha hora ainda não chegou". É uma necessidade da humanidade - ausência de vinho. No AT a vida estava no sangue; NT (sangue de Cristo-Eucaristia-vida); não ter vinho não ter vida. Então, Maria diz à humanidade: "Fazei tudo o que Ele vos disser" (Jo 2, 5).
O relacionamento de Jesus em sua família é fortificado ainda mais quando, no alto da Cruz, dirige pela terceira vez palavras à sua mãe; "Mulher eis aí teu filho" (Jo 19, 26).
Cabem, meus amados, a cada um de nós, a partir do relacionamento de Jesus com sua família, esforçarmos para amar nossos pais e sermos a eles obedientes.

Sua profissão
Você já de vê ter parado um minuto se quer para pensar no que vai ser no futuro médico, engenheiro e etc. se nós olharmos na bíblia vemos que JESUS era carpinteiro:”por acaso ELE não e o carpinteiro, filho de Maria  ?..”(Mc 6.3)
CRISTO  como um DEUS tomou a forma de um servo para hoje nós estamos aqui ELE como um rei poderia ter escolhido berços de ouro para nascer mas não foi numa manjedoura num estábulo. E Seu principal trabalho aqui na terra foi pregar a palavra de DEUS, assim também possa ser em nossa vida primeiramente nosso trabalho aqui e servi a DEUS, pois e a ELE toda honra e toddo o nosso louvor.
 DISCURSO INAUGURAL
Nós olhamos para a bíblia e vemos a vida de CRISTO na terra, certo dia na sinagoga ele abriu as escrituras no livro de Isaias onde estava escrito: “ESPIRITO do SENHOR veio sobre mim, pois que me ungiu para evangelizar.”
Amados nós vemos mais umas =das profecias se cumprirem na bíblia .
A rejeição faz parte
Se nós olharmos na bíblia vamos ver que nosso SENHOR JESUS CRISTO foi rejeitado varias vezes por anuciar o reino de DEUS e isso pode e muitas das vezes vai acontecer conosco mas nunca largue o que você tem de mais precioso em sua vida AO NOSSO REI E SALVEDOR JESUS POIS ELE É O CAMINHO PARA O CÉU. ENTÃO NUNCA DEIXE ISSO SER LANÇADO FORA DE VOCÊ.
FAMILIARIDADE COM A PALAVARA
            Nessa parte de nossa revista fala algo muito importante para toda nossa vida aqui na terra e conhecermos a escrituras muitos jovens tiram tempo para tudo menos para DEUS sempre leia a bíblia nunca se envergonhe de andar com ela mas faça a diferença em todo o lugar onde você estiver.
Amém !!!

Biografia:
Wikipédia.

Um comentário:

  1. Gustavo gostei do seu comentário da lição e realmente há dois caminhos, porta larga e estreita, a Bíblia frequentemente usa esta figura de linguagem para ilustrar as escolhas que um ser humano pode fazer, sabe quanto olhamos para caminho largo e a porta larga nos perguntamos por que é assim, é deste jeito por que nestes locais passam muita gente, o caminho é largo por que tem que passar o bêbado que vai de um lado ao outro, o ladrão que esta com enorme carga no ombro, o mentiroso que encontra neste lugar muita gente para enganar e outros, o mesmo acontece com a porta larga, no entanto quanto olhamos para o caminho e a porta estreita vemos que não são muito procurados , não está pavimentada e por isso as vezes fere os pés , a porta é baixa e não podemos passar por ela de cabeça erguida , temos de ser humildes e abaixar a cabeça , mas em compensação a companhia é maravilhosa temos o Senhor Jesus ao nosso lado constantemente , caminhamos por caminhos onde os heróis da fé trilharam e no final teremos a coroa da Vida ..

    ResponderExcluir